Festa de Corpus Christi e o Milagre Eucarístico de Lanciano.



Estamos nos aproximando da festa de Corpus Christi 2022 (16 de Junho). Por esse motivo quero dedicar alguns momentos para falar do Sacramento da Eucaristia e de alguns milagres eucarísticos cientificamente comprovados.


Para nós católicos, o sacramento do altar não é uma mera representação do corpo e sangue de Jesus, ou uma brincadeira de faz de conta. É o corpo e o sangue de Cristo por excelência. Esse fato tem sido alvo de ataques constantemente, mas é importante lembrarmos que a veracidade da presença de Jesus na Eucaristia é comprovada nas sagradas escrituras pois a eucaristia foi instituída pelo próprio Cristo, como podemos ler:

E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.

Mateus 26:26-28                                                       

Repare que Jesus não fala "isto representa", ou "é sinal de", ou qualquer coisa do gênero, mas ele diz "isto é". 

E aqui deixo minha opinião pessoal: Se Jesus sendo Deus afirma que É SEU CORPO e É SEU SANGUE, quem sendo homem pode discordar? Ora, se Deus me afirmasse que o teclado com o qual digito esse texto é de ouro, eu não discordaria, ainda que este não tivesse visivelmente as características do ouro. Em sua condição divina Deus tem controle sobre toda matéria.

Sabemos que Jesus tinha pleno controle sobre o pão, chegando a multiplicá-lo por diversas vezes. Também tinha pleno controle sobre o seu corpo, já que andou sobre as águas, ressuscitou, etc. E sabemos também que tinha controle sobre o vinho, como vemos nas bodas de Caná. 

Logo, tendo poder sobre o pão, o vinho e seu corpo, Cristo tem plena liberdade para realizar a transubstanciação.

Continuando o estudo bíblico sobre o assunto temos:                                                               

E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha. Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice. Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem.

1 Coríntios 11:24-30   

Se preciso releia a passagem acima mais de uma vez, pois extraímos dela alguns trechos importantes.

"portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor".

"Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor".

Repare que São Paulo fala muito claramente que não se deve tomar o pão como alimento, e a importância de discernir que é o corpo e o sangue de Jesus!

Milagres Eucarísticos.

Deus quis demonstrar a verdade desse sacramento diversas vezes por meio de diversos milagres eucarísticos. Poderíamos citar uma lista com centenas de milagres eucarísticos comprovados cientificamente, entretanto vou me deter aqui no milagre Eucarístico de Lanciano na Itália.

Milagre Eucarístico de Lanciano

Em Lanciano no final do  século VII. Um monge da ordem de São Basílio celebrava na Igreja dos santos Degonciano e Domiciano. Terminada a Consagração, a hóstia transformou-se em carne e o vinho em coágulos de sangue dentro do cálice. 


As relíquias foram examinadas, segundo critérios rigorosamente científicos, em 1970-71 e outra vez em 1981 pelo Professor Odoardo Linoli, catedrático de Anatomia e Histologia Patológica e Química e Microscopia Clínica, Coadjuvado pelo Professor Ruggero Bertelli, da Universidade de Siena. 


Os resultados mostraram que:

  1. A hóstia é realmente constituída carne humana, formada por fibras musculares estriadas, pertencentes ao miocárdio (Coração).
  2. Quanto ao sangue, trata-se de genuíno sangue humano. O sangue contido na carne e o sangue do cálice revelam tratar-se sempre do mesmo sangue grupo ‘AB’ (sangue comum aos Judeus). Este é também o grupo que o professor Pierluigi Baima Bollone, da universidade de Turim, identificou no Santo Sudário.
  3. Apesar da sua antigüidade, a carne e o sangue se apresentam sem sinais de alterações substanciais ou decomposição; este fenômeno se dá sem que tenham sido utilizadas substâncias para conservar a matéria humana.

Além disso, sempre no aniversário do milagre, o sangue no cálice torna-se líquido de novo à vista de todos os presentes. 

Postar um comentário

0 Comentários